Doe sangue nas férias

É tempo de férias escolares, rever os amigos, colocar o papo em dia e curtir. Para quem não pode viajar e está sem dinheiro para se divertir, uma boa ocupação seriam as ações voluntárias. Claro que você deve reunir seus amigos, dar um passeio, praticar esportes e tudo mais. No entanto, algumas pessoas que não conhecemos e que podem estar entre a vida e a morte podem estar a sua espera precisando somente de um pouco da sua boa vontade e solidariedade. Trata-se de sangue, isso mesmo, sangue. Doação!

Imagine aquela pessoa que está acamada em um hospital ou tendo a vida sendo monitorada dia-a-dia, por uma equipe médica somente esperando para poder fazer uma cirurgia e tudo isso dependendo dos estoques de sangue. Pois é pessoal, nesta época os bancos de sangue e hemocentros ficam com suas reservas baixas. Você já deve ter ouvido falar que o sistema sanguíneo dos seres humanos é composto pelos tipos: A, B e O, podendo ser diferenciado pelo fator RH, sendo este positivo ou negativo. Este fator pode influenciar ainda mais na hora de encontrar um doador, pois o RH-, é raro, e somente uma pequena parcela da população brasileira o tem. Veja abaixo, como os tipos sanguíneos estão distribuídos dentro da população brasileira:

Já superamos o contingente de 190 milhões de pessoas, e o que mais preocupa pode ser o fato de que temos um número baixo de pessoas portadoras de tipos sanguíneos com RH- . Veja:

E lembrando que a não ser por uma situação extrema, uma pessoa RH+ não recebe sangue com fator RH- e vice-versa.  

Quem pode doar para quem?

Dadas as restrições do fator RH, abaixo é possível identificar quais são os tipos sanguíneos afins:

 Ganham destaque também, o sangue do tipo AB e O, por possuírem características particulares.

Se todos nós tirarmos um pouquinho do nosso tempo para praticarmos essa nobre ação, poderemos salvar várias vidas. Basta termos boa saúde, idade entre 16 e 69 anos, e estar atento as condições mínimas exigidas pelos hemocentros para a doação

 

Então, convoque os amigos e vamos fazer a diferença, pois amanhã pode ser um de nós que pode precisar de um gesto como este.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *