Desejo de abandonar a escola? Vença-o

Sua filha tem potencial para ir muito longe, mas ela como muitos jovens, se perdem ao imaginarem que os problemas deles são os maiores do mundo. Assim disse para a mãe de uma aluna que frequentava minhas aulas particulares. Além dela tenho outros alunos que estão tendo aulas comigo e que passaram por grandes dificuldades. Eles por sua vez, estão se superando… Superando o desejo de abandonar a escola. Veja os depoimentos de dois deles a seguir:

desejo de abandonar a escola

Aí se pode imaginar que isso pode ser uma propaganda, mas não. Escrevo não para que ela volte para as aulas particulares, mas para que ela não desista da escola. Por que te digo isso:

1) O Léo chegou para mim com muita dificuldade na escola, principalmente em Geometria. No entanto ele lutava com vários problemas que eram: não ter o pai por perto (faleceu), a irmã que foi estudar em outro país e os avós que moravam com eles e agora estão em um asilo, pois ele e sua mãe não têm como deixa-los com outra pessoa.

2) Izabella também chegou com grandes dificuldades. Foi bem na primeira prova que fez, mas falhou na segunda. Entretanto, não desistiu e na sequencia conseguiu tirar notas boas em Matemática. Ela foi perseverante e não desistiu diante da primeira decepção. Detalhe: ela teve problemas na escola em que estudava. A Iza é muito ansiosa e agora frequenta o psicólogo. Ela vem de muito longe para ter aulas (Belo Horizonte), já que moro em Contagem. Ela está firme em sua caminhada mesmo com os problemas.

Motivação para superar o desejo de abandonar a escola

Então… Quero motivá-la. Não para voltar para as aulas particulares, mas para não desistir e superar o desejo de abandonar a escola. Desistir na primeira chance é fácil, o difícil é perseverar para vencer no final. Todos nós somos capazes de vencer as dificuldades, mesmo que eles pareçam gigantescos. Quando se trata de Matemática, Física ou mesmo Química e Biologia as coisas parecem piorar. No entanto, no universo da escola pública e de algumas particulares, o problema parece ter uma raiz profunda. A aprendizagem básica. A tabuada e uma boa leitura fazem diferença lá na frente. Se não as dominou, pode ter certeza que você aluno terá  problemas para dominar a potenciação e o cálculo de raízes quadrada. Juntando a essas adversidades vem o desânimo e o desejo de talvez abandonar a escola precocemente. 

Contudo, deve haver professores por aí que ainda acreditam na educação como eu. Bolamos estratégias diferentes de aprendizagem, materiais concretos e também o uso da internet entre outras tecnologias. Eu, por exemplo, gosto de fazer experiências científicas também em minhas aulas. Por isso, você que é aluno não deve desistir, pois há professores por aí que são capazes de te ajudar. Busque ajuda, seja com colegas, amigos ou vídeo aulas. São pequenas soluções que podem primeiramente minimizar o problema. Se puder contratar um bom professor, melhor ainda. Estamos aí para poder te ajudar e acabar com o desejo de abandonar a escola!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *