O fim de 2017: Heranças e desafios para 2018

O fim de 2017 está bem próximo. Provavelmente, eu, você e outros ouvirão o mesmo bordão novamente. Feliz ano novo e que venha muita paz, saúde, que você conquiste o sucesso e tal. Mas aparentemente, podemos notar que algumas coisas mudam para melhor ou pior, nada é imutável. E o que 2017, deixa de herança para nós? Quais serão os desafios que virão pela frente? O que devemos fazer? Vamos elaborar um panorama do que podemos encontrar em nossa caminhada e analisar o futuro que nos espera.

2017 e seus heróis anônimos

Esse ano mostrou que os verdadeiros heróis da nossa nação sempre estão escondidos e anônimos. Eles estão em escolas, batalhões do Corpo de bombeiros e até mesmo em residências como as nossas. Estes indivíduos estão prontos para dar suas vidas se preciso para ajudar o seu próximo e salvá-las. Dois casos foram impressionantes neste ano. A professora que deu a sua vida para tentar salvar a de seus alunos em um incêndio na creche em que ela trabalhava.

Trata-se da professora Heley de Abreu Silva, que lutou contra as chamas diante do ataque alucinado de um funcionário afastado do estabelecimento. Graças a esse ato heroico alguns alunos conseguiram se salvar. Já Simone Maulaz, coordenadora do Colégio Goyases conseguiu desarmar um aluno que começou um tiroteio dentro da escola. Dois alunos morreram e quatro ficaram feridos. A tragédia só não foi pior por causa da ação de Simone. Como elas, existem muitos por aí que agem no silêncio das cidades e não são reconhecidos pelo público. 

2017

O fim de 2017: Caos e política

Internacionalmente os representantes do poder (chefes de estado) parecem ensaiar um filme de guerra fria. USA e Coreia do Norte travam um duelo de ameaças com exercícios militares para ver quem perde a paciência primeiro. Trump e Kim Jong-un poderão ser conhecidos como os homens do Caos. Isso porque se uma guerra acontecer, muita destruição e desordem se instalará no mundo, por causa do poderio nuclear de ambas as potências. Mas tal evento ainda é improvável devido à presença e o interesse de nações poderosas na região. Como é o caso de China e Rússia.

2017

No Brasil, os políticos pintam e bordam em meio à escanda-los de corrupção e o acobertamento das ações destes senhores (as) pelos três poderes. Enquanto isso, o governo em si tenta criar medidas e aprovar reformas que só oneram os integrantes das classes mais pobres. O caos está aí e é visível, com estados falidos como o Rio de Janeiro, desemprego, preços de bens e serviços altíssimos e falta de segurança. Isso pode ser apenas um prólogo do que pode vir adiante.

O fim de 2017 e as mudanças na nossa vida pessoal

E assim que começa um novo ano, são realmente poucas pessoas que fazem uma análise do que é preciso melhorar em suas vidas. Essa alteração está ligada a sua personalidade e comportamento. Seja para conquistar um amor, um novo trabalho ou ter um bom ano na escola, tudo isso vai depender do seu eu interior e suas escolhas.

Alguns são mais determinados, possuem muita “garra” enquanto outros são acomodados. Esses últimos esperam tudo acontecer sem se moverem do lugar ou sem “lutar”. Eles são bem parecidos com a sirene de batalhão do corpo de bombeiros, soa somente quando algo ruim acontece. Existe ainda um terceiro grupo que não se importa com nada e só quer ver o circo pegar fogo.

2017

Pessoas que tem o prazer em ver a desgraça dos outros e não se importam de fazer o mal. Infelizmente existem pessoas assim e pode apostar que eles estão por aí. Por tanto, mudar nossas vidas, o nosso destino, se é que ele existe, depende unicamente de nós. Ter fé significa acreditar e isso somente você pode fazer… E você pode!

Herança e desafios deixados por 2017

A Herança e o maior desafio deixado por 2017 para nós é sem dúvida a corrupção que permanece e a eleição. Só estamos assistindo a tragédia e não estamos fazendo nada. Está na hora de exigirmos dos três poderes exerçam o seu verdadeiro papel e façam a constituição ser cumprida. Que a justiça prevaleça. Ou os três poderes acabam com o Brasil ou o Brasil acaba com os três poderes. A chance de mudar a vida de todos está a nossa frente, mas estamos deixando passar e ela virá em 2018 com a eleição. Não podemos desperdiça-la.  

Com o fim de 2017, o que devemos fazer para melhorar?

Analise, trace seus objetivos, metas e estratégias e então trabalhe arduamente para alcançar caminhos melhores que levam ao seu objetivo em 2018. As más ações são como um círculo, elas sempre retornam para o seu ponto de partida. Então pratique sempre boas ações por mais complicado que seja o momento. No final, pode demorar, mas a recompensa virá e Lembre-se, tenha sempre um plano B na manga se o A falhar. É preciso se precaver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *